A cidade sem mar | companhia brasileira de teatro

A cidade sem mar

Ficha técnica |  Fotos | Produção

“Há quem diga que para Curitiba ser perfeita só falta ter mar. Há quem diga que Curitiba é tão ruim que nem ao menos tem mar. É lenda? A lenda diz que Curitiba tem apenas duas estações. Se vivesse aqui, Vivaldi teria composto o inverno e a rodoferroviária. E talvez dedicasse algumas notas de violino ao verão, que neste ano caiu numa sexta-feira.” Manoel Carlos Karam

A partir de textos como este de Manoel Carlos Karam surgiu a dramaturgia da peça A Cidade sem mar. Mescla de artistas interessados em provocações e inquietos com o lugar do teatro hoje, buscamos nas palavras de um incomodado autor e experimental diretor teatral dos dias de ditadura no Brasil, um porto, uma praia ensoralada para repousar.

Juntamos artistas da cidade interessados no autor: Michelle Pucci, sua voz doce e potente e suas acelgas; Luiz Felipe Leprevost, suas dúvidas, sua palavra ácida e seus cavalos; Ranieri Gonzalez, seu delírio, sua força instintiva e seu pudim errante;  Edson Rocha, sua delicadeza e seus tiros de guarda-chuva; Moa Leal seus medos e seu inconformismo raivoso de urubu; Nina Ribas, sua praticidade produtiva e suas gargalhadas e gritos assustados na madrugada. Juntamos todos eles à Nadja Naira e Giovana Soar. E juntos esperamos.

Esperamos em filas. Esperamos de pé. Esperamos debaixo dos guarda-chuvas molhados. Esperamos impacientes. Esperamos sentados diante de uma porta de saída. Esperamos. Convidamos o público a esperar conosco. Esperar o quê? Não importa, esperar juntos!  Esperamos e os convidamos para passear de ônibus da Graciosa que nos levava ao litoral na década de 80. E fomos à praia ver o mar. E passeamos entre a Rua São Francisco e a Praça Tiradentes, a praia da nossa Curitiba.

 

A Cidade sem mar, estreou dentro da programação da CURITIBA MOSTRA no Festival de Teatro de Curitiba. Idealizada pelo Espaço Cênico, reuniu importantes nomes da literatura e do teatro curitibano em quatro novas estreias, mesclando escritores, diretores, atores e demais criadores. Além do Espaço Cênico, a companhia brasileira de teatro,  a Selvática Ações Artísticas e a CiaSenhas de Teatro
encenaram obras dos escritores Dalton Trevisan, Manoel Carlos Karam,  Wilson Bueno e uma mostra de autoras curitibanas (Alice Ruiz, Luci Collin, Leonarda Glück e Priscila Merizzio).

Guairacá Cultural – Curitiba PR
Rua São Francisco, 179 São Francisco
Datas: 28 e 29 de março de 2016