Oxigênio - Imprensa | companhia brasileira de teatro

Oxigênio – Imprensa

Release | Clipping

 

Com a encenação de “Oxigênio”, a companhia brasileira de teatro lançou no Brasil a obra de Ivan Viripaev, completamente inédita no país até então. O espetáculo, dirigido por Márcio Abreu, traz no elenco os atores Patricia Kamis e Rodrigo Bolzan.

 O trabalho do dramaturgo, nascido na Sibéria, tem forte identificação com o trabalho da companhia. “A musicalidade da palavra expressa no texto, a forma de se colocar diante do público e a revisão do teatro como forma de contato com a platéia são apenas alguns dos elementos que nos conquistaram”, conta o diretor Márcio Abreu. “O texto trata de assuntos contemporâneos como violência, terrorismo, racionalidade, consumismo. Discute tudo isso investigando sobre o que é essencial na existência”, completa. 

 A trama parte de um crime passional. Um homem, acusado pelo assassinato da própria mulher, é condenado, juntamente com sua amante. A partir desta fábula, começa uma discussão, polêmica e poética, sobre dramas de uma geração e o que é o “oxigênio” de cada um de nós.

SOBRE O AUTOR

Ivan Viripaev é um dramaturgo, diretor e ator de grande destaque na atual paisagem teatral russa. Também diretor de cinema e roteirista, realiza trabalhos provocadores e de grande impacto. Nasceu na Sibéria, em Irkustsk, em 1974. Em 2000 apresenta em Moscou a peça «Sny » (Sonhos) e seu sucesso foi imediato. Em 2001 funda o Centro da Peça Nova e Social, em Moscou. Entre 2001 e 2002, cria « Kislorod » (Oxigênio). Logo na estreia, “Oxigênio” se torna um grande sucesso em Moscou, e em consequência realiza turnês internacionais participando de festivais, onde recebe vários prêmios.

 

CLIPPING

Gazeta do Povo – dezembro 2010 – Crítica de Luciana Romagnoli
[wpdm_file id=7]

O Estado de São Paulo – abril 2011
[wpdm_file id=6]

Folha de São Paulo – abril 2011 – Crítica Christiane Riera

[wpdm_file id=20]