Seminários | companhia brasileira de teatro
Patrocínio

Seminários

Apresentação | Ficha TécnicaTrajetória |PrêmiosFotos | VídeosProdução 

 Projeto | Circulação | Pesquisa | Leituras | Imprensa 

Seminários Temáticos abertos ao público sobre o tema da pesquisa, conduzido por um profissional convidado das áreas de história, antropologia, literatura ou filosofia.

Realizados na sede da companhia.

 

Abril 2014

Mário Hélio Gomes de Limamestre em história e doutor em antropologia. Membro do PEN Club do Brasil e presidente da Sociedade Ibero-Americana de Antropologia Aplicada. Ensina na pós-graduação de antropologia na Universidade de Salamanca, na Espanha, e publicou, entre outros livros: Brasil profundo, Espanha negra, O Brasil de Gilberto Freyre, Rebeldes do Paraná e Casa-Grande & Senzala – o livro que dá razão ao Brasil mestiço e pleno de contradições.

 

Maio e junho 2014

Eleonora Fabião“Uma performance chamada linha: encontros com o encontro”.  Performer e teórica da performance. Professora da graduação e pós-graduação em Artes Cênicas da UFRJ. Doutora em Estudos da Performance pela New York University e recebeu em 2011 o prêmio Funarte Artes na Rua.  Tem lecionado e publicado nacional e internacionalmente (Américas e Europa). Desde 2008 performa nas ruas do Rio de Janeiro e variados centro urbanos. Suas ações investigam poéticas e políticas do encontro e da precariedade. 

 

André Egg“Forjar a música brasileira: dos projetos modernistas na década de 1920 até a MPB dos anos 60”. Historiador, professor, crítico musical e blogueiro, doutor em História Social pela USP e mestre em História pela UFPR.  É professor de História da Música Popular na UNESPAR?FAP e foi coordenador co Curso de Bacharelado em Música Popular entre 2011 e 2013. É um dos organizadores do livro Arte e política no Brasil, no prelo pela Editora Perspectiva. Mantém o blog História Cultural no portal do jornal Gazeta do Povo. 

 

Sandra Stroparo, “Brasil profundo: os sertões e o Grande sertão” . Professora de teoria literária e literatura brasileira no curso de Letras da UFPR. Trabalh também com literatura e tradução de língua francesa.

 

Itaércio Rocha, “Processos de geração de autonomia e disseminação na cultura popular brasileira”,  integrante do grupo Mundaréu, com quem produziu os CDs Guarnicê, Embala Eu, Cortejo Natalino, Mundaré e o DVD As Aventuras de Uma Viúva Alucinada. Lançou seu primeiro CD solo e autoral Chegadim, o livro e o CD Como É Bom Festa Junina III, em parceria com Mara Fontoura e o CD Cancioneiro Popular junto ao Hospital Pequeno Príncipe. Presidente da Associação Recreativa e Cultural Amigos do Garibaldis e Sacis em Curitiba PR. Têm especialização em Estudos Contemporâneos de Dança pela UFBA e FAV.